Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
Atitude saudável
10/06/2019 Festas juninas: fique alerta e afaste o risco de queimaduras

Junho chegou e já dá para ouvir o som da sanfona, do triangulo e da zabumba. Dá também ara sentir o cheiro das comidas típicas. Não resta dúvida, este é um período de festa, mas para garantir que a alegria não dê lugar a problemas, é bom ficar atento.

Festas juninas: fique alerta e afaste o risco de queimaduras

As fogueiras, os fogos – balão, lembramos, é proibido, hein! –, e os caldos típicos das festas juninas podem trazem o risco de queimaduras. Para que a diversão seja tranquila, confira abaixo as dicas dos especialistas para evitar queimaduras:

* Não deixar que as crianças brinquem com estalinhos ou bombinhas. Esses artefatos parecem inofensivos, mas podem provocar queimaduras.

* Não utilizar álcool para acender churrasqueiras e fogueiras. Essa prática é perigosa e atrai o fogo para quem está jogando o álcool.

* Não permitir que crianças tenham acesso à cozinha e principalmente ao fogão durante o preparo das comidas típicas. Além disso, evite carregar crianças no colo enquanto manipula as panelas e produtos quentes.

* O perigo também está no acesso às substâncias quentes, como óleo de fritura e caldos. Além do risco de morte, essas substâncias geram cicatrizes que podem durar para toda vida.

* Não utilize toalhas de mesa compridas. As crianças podem puxar e trazer para si produtos quentes que podem causar queimaduras graves.

* Em caso de queimadura, não é recomendado aplicar no local remédios caseiros como: pasta de dente, manteiga, pó de café e outros. Essas medidas, não apenas pioram a evolução das queimaduras, como também dificultam o tratamento adequado, gerando infecções. O indicado é lavar a área atingida com água corrente até a dor passar.

* Desde a pequena queimadura, até as mais extensas, exigem cuidados específicos. Por isso, é sempre recomendado procurar o atendimento e orientação médica em todos os casos.

* Vale lembrar que fabricar, vender, soltar e transportar balões é crime ambiental. Para denunciar qualquer crime ambiental, a população pode ligar para: 0300 253 1177 (custo de ligação local para todo o Estado) ou 2253 1177 (capital).

continue lendo
Telefones úteis