Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
Alimentação
15/04/2019 Peixes: confira alguns cuidados ao consumir este tipo de alimento

Semana Santa se aproxima e, tão tradicional quanto os ovos de Páscoa é a presença de pescados nas mesas das famílias brasileiras. Uma opção que, para além da questão religiosa, é, sem dúvida, muito saudável. Mas é preciso tomar alguns cuidados ao escolher e comprar um peixes.

Peixes: confira alguns cuidados ao consumir este tipo de alimento

O Guia Alimentar para a População Brasileira, do Ministério da Saúde, recomenda o consumo de peixe fresco em diversas preparações. Eles podem ser preparados assados, grelhados, ensopados (moqueca) ou cozidos. Podem, ainda, ser usados como ingredientes de pirão e saladas ou servir como recheio de tortas. Preparações culinárias de peixe com legumes como pimentão, tomate e cebola ou com frutas como banana e açaí são muito apreciadas.

A recomendação se explica pelos benefícios que este tipo de alimento traz. Comer pescado frequentemente previne doenças cardiovasculares, diminui o nível de colesterol e a ansiedade, além de ativar a memória.

Vários tipos de pescado são fontes de ômega 3, que é encontrado principalmente em peixes como atum, pintado, sardinha, arenque, anchova, tainha, bacalhau e truta. O ômega 3 auxilia na manutenção de níveis adequados de triglicerídeos, desde que associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis. Tanto os peixes de rio como de mar fazem bem à saúde.

Mas, como dissemos acima, é preciso alguns cuidados ao escolher e comprar pescados. Confira:

• Peixes frescos devem estar sob refrigeração e apresentar escamas bem aderidas ou couro íntegro, guelras róseas e olhos brilhantes e transparentes.

• Peixes congelados devem estar devidamente embalados e conservados em temperaturas adequadas. Evite adquirir aqueles que apresentam acúmulo de água ou gelo na embalagem, pois podem ter sido descongelados e congelados novamente.

• Peixes secos devem estar armazenados em local limpo, protegido de poeira e insetos. Ausência de mofo, ovos ou larvas de moscas, manchas escuras ou avermelhadas, limosidade superficial, amolecimento e odor desagradável.

Fonte: Ministério da Saúde

continue lendo
Telefones úteis