Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
E se...?!
11/02/2019 E se eu for pegar sol, como devo me proteger?

O apelo do verão é indiscutível, mas é preciso tomar alguns cuidados antes de se jogar na praia e na piscina para pegar aquele sol. Talvez o principal deles seja o uso do protetor solar. Mas você sabe qual o mais indicado para você? Sabe, por exemplo, a diferença entre UVA e UVB? UV é a sigla para ultravioleta, uma radiação eletromagnética. Mas o significam o A e o B?

E se eu for pegar sol, como devo me proteger?

Segundo o dermatologista e diretor nacional da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Egon Daxbacher, sob exposição ao sol, quando a pele fica vermelha, é um sinal de que a pessoa foi atingida pelos raios UVB. Por conta de suas propriedades, este tipo de raio causa queimaduras. Já os raios UVA não queimam muito, mas causam danos profundos com maior risco de câncer de pele a longo prazo.

Como escolher o fator de proteção solar?

O uso do protetor solar é indicado diariamente, principalmente para pessoas de pele mais clara que se queimam facilmente. Por conta do Rio de Janeiro receber muita incidência de raios ultravioleta, o recomendado é o uso de protetores com FPS de, no mínimo, 30.

A escolha do fator de proteção depende do tom de pele do indivíduo e suas necessidades pessoais (histórico de câncer na família, doenças que têm o sol como fator desencadeante, melasmas, etc). Por isso somente um dermatologista pode indicar corretamente, diz Daxbacher.

Bronzeador é perigoso?

O bronzeador é uma substância química com filtro solar baixo, que não protege a pele corretamente, tornando-a mais vulnerável aos raios UVA e UVB. Por isso, prefira sempre os protetores solares aos bronzeadores. Você ainda vai conseguir a cor do verão, mas de uma forma mais segura e duradoura.

continue lendo
Telefones úteis