Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
E se...?!
12/03/2018 E se eu tiver dermatite atópica?

Começa com coceiras que beiram o incontrolável até causarem lesões na pele. A dermatite atópica é uma doença crônica causada por um desequilíbrio no sistema imunológico, não é contagiosa, mas seus sintomas fazem da vida do paciente um verdadeiro caos. A boa notícia é que recentemente a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro de um novo medicamento indicado para pacientes adultos a ser comercializado cujo princípio ativo é o dupilumabe, que inibe a resposta imunológica exacerbada, controlando a inflamação. A previsão é de que até junho o remédio chegará ao mercado brasileiro.

E se eu tiver dermatite atópica?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a dermatite atópica é a 11ª doença dermatológica mais comum na população brasileira, atingido 2,4% das pessoas, considerando-se todas as faixas etárias. No entanto, entre as crianças até 14 anos, a prevalência é de 13,7%. Outros levantamentos apontam que a doença pode afetar até 20% dos pequenos.

Na maioria das vezes, a doença se manifesta de forma leve e é controlada com o uso de hidratantes e pomadas à base de corticoides. A chegada da adolescência costuma melhorar o quadro, mas se o mesmo se apresenta de forma moderada a grave, costuma seguir por toda a vida. Isso causa uma série de consequências para o paciente que costuma sofrer preconceitos e olhares curiosos.

O dupilumabe ataca duas proteínas, as interleucinas 4 e 13, envolvidas no processo inflamatório. Nos Estados Unidos, os pacientes estão tomando o remédio há três anos sem efeitos adversos importantes. Apenas alguns relatos de reação no local da aplicação e conjuntivite.

Nos Estados Unidos o tratamento com o medicamento biológico custa cerca de 120 mil reais por ano. O preço a ser comercializado no Brasil ainda está sendo definido, mas se outras pesquisas provarem que o remédio pode ser usado em outras aplicações o valor pode diminuir, já que outras doenças estão relacionadas com a dermatite atópica, como a asma alérgica e a rinite, e os testes também estão sendo realizados.

continue lendo
Telefones úteis