Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
Setores da Saúde
Vigilância em Saúde
Vigilância Sanitária
Notícias
Vigilância Sanitária
Notícias
15/04/2019 O Hospital Estadual Carlos Chagas e o Hospital Municipal da Piedade participam do 2° Encontro Internacional do Projeto Paciente Seguro Evento ocorreu em Brasília


O Hospital Estadual Carlos Chagas e o Hospital Municipal da Piedade representados por gestores Estaduais e Diretores participaram do 2° Encontro Internacional do Projeto Paciente Seguro, realizado nos dias 8 e 9 de abril, em Brasília. A iniciativa foi coordenada pelo Hospital Moinhos de Vento, em parceria com o Ministério da Saúde, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS). O evento reuniu profissionais de saúde de todas as regiões do país com o objetivo de compartilharem experiências e conhecimentos sobre a segurança do paciente e qualificação do SUS.

 

Durante o encontro, 45 novas instituições aderiram ao projeto, entre eles os SMS Hospital Municipal Da Piedade e o Hospital Estadual Carlos Chagas. Agora o Estado do Rio de Janeiro conta com três unidades de Saúde que integram o projeto, já que o Hospital Universitário Pedro Ernesto já faz parte do projeto desde 2016 juntamente com outras 14 unidades de Saúde de outros Estados Federativos, perfazendo um total de 60 hospitais, de todo o Brasil.

 

Além da apresentação das ações realizadas no encontro, os participantes assistiram diversas palestras de especialistas. A convidada internacional e farmacêutica da clínica da National Health Service (NHS), Paryaneh Rostami, falou sobre a ferramenta termômetro para a segurança no uso de medicamentos.

 

Projeto Paciente Seguro

 

O objetivo do Projeto Paciente Seguro é contribuir para a qualificação do cuidado em estabelecimentos de saúde, além de efetivar a implantação do Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP).

Uma das primeiras medidas do Programa Nacional de Segurança do Paciente é a obrigatoriedade de todos os hospitais criarem os Núcleos de Segurança do Paciente, que devem promover ações para a implantação de práticas seguras e integração e articulação multiprofissional nos processos de melhoria.

Também são desenvolvidas ações como produções de materiais educativos, formação de profissionais com competências para executar Ciclos de Melhoria Contínua nos hospitais, integração das instituições participantes para promover a troca de experiências e aprendizado, além da educação de usuários do SUS.

Daniela Cristina dos Santos, líder do projeto, avalia que o projeto apresentou resultados positivos em indicadores assistenciais, como redução dos percentuais de pacientes com lesão por pressão e de pacientes que sofreram quedas em unidades piloto, além do aumento da adesão à higienização das mãos, importante medida para prevenção de infecções.

Telefones úteis