Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
Setores da Saúde
Vigilância em Saúde
Vigilância Sanitária
Notícias
Vigilância Sanitária
Notícias
21/11/2018 OPAS lança manual para combater resistência de bactérias a antibióticos Voltada para autoridades, gestores e profissionais de saúde, a publicação faz parte das iniciativas da agência regional para combater a crescente resistência de bactérias aos remédios

OPAS lança manual para combater resistência de bactérias a antibióticos

Para reduzir o consumo inadequado de antibióticos, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) lançou no dia 16 de novembro um manual com orientações práticas sobre a prescrição e uso desses medicamentos. Voltada para autoridades, gestores e profissionais de saúde, a publicação faz parte das iniciativas da agência regional para combater a crescente resistência de bactérias aos remédios.

Antimicrobianos – ou antibióticos, como são mais comumente conhecidos – são drogas vitais na prevenção e no tratamento de infecções. A resistência aos medicamentos ocorre quando os microrganismos mudam em resposta ao uso desses remédios, tornando-os ineficazes.

Evidências científicas mostram que a resistência das bactérias aumenta com o uso excessivo de antibióticos. Isso se deve principalmente à má utilização desses fármacos no tratamento de sintomas de gripes e resfriados, que são infecções virais, ou como medida preventiva após cirurgias.

Estima-se que até 50% do uso de antibióticos seja inadequado. Isso leva a custos adicionais consideráveis, por conta da assistência ao paciente, além de aumentar a mortalidade. O consumo indevido pode ser estimulado por questões como a prescrição excessiva e o fácil acesso por meio de vendas sem receita e pela internet, o que ocorre em alguns países.

Acesse a nova publicação da OPAS clicando aqui (em inglês). O documento foi divulgado em meio às atividades da Semana Mundial de Conscientização sobre o Uso de Antibióticos, realizada de 12 a 18 de novembro.

Gestão de antibióticos

O objetivo da gestão efetiva dos antibióticos é garantir a escolha correta de medicamentos e a dose certa com base em evidências científicas. Programas de gerenciamento envolvem a articulação de uma variedade de profissionais de saúde, incluindo médicos, farmacêuticos e microbiologistas, bem como especialistas em prevenção de infecções, enfermeiros e profissionais de tecnologia da informação.

Entre as estratégias recomendadas para a administração antimicrobiana, estão práticas baseadas na prescrição em hospitais, como a reavaliação das receitas após um período de 48 a 72 horas a partir do início do tratamento. A OPAS também propõe intervenções para as farmácias, com o intuito de garantir o uso e a dosagem corretos. A agência da ONU sugere ainda orientações baseadas em dados para garantir, por exemplo, que os registros de microbiologia sejam facilmente acessíveis nos pontos de atendimento.

Telefones úteis