Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
Estado do Rio inicia Campanha de Vacinação contra Gripe nesta segunda-feira 04/04/2022 Estado do Rio inicia Campanha de Vacinação contra Gripe nesta segunda-feira Expectativa é que sejam imunizadas 6,6 milhões de pessoas dos grupos prioritários

Nesta segunda-feira (4/04), começa a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe em todo o país. No estado do Rio, a expectativa da Secretaria de Estado de Saúde (SES) é que sejam imunizadas 6,6 milhões de pessoas até o dia 3 de junho. A meta é atingir pelo menos 90% de cobertura vacinal.

A campanha ocorre em duas etapas. A primeira será realizada entre os dias 4 e 30 de abril, quando serão vacinados trabalhadores da saúde e idosos com 60 anos ou mais. Já a segunda etapa ocorre entre os dias 2 de maio e 3 de junho e inclui crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, povos indígenas, professores, pessoas com comorbidades e deficiências permanentes, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas. Verifique o calendário organizado pelo seu município.

No dia 30 de abril, será realizado o Dia D de vacinação, quando serão imunizadas crianças de 6 meses a menores de 5 anos, idosos com 60 anos ou mais e trabalhadores da saúde.

- Vacinar é prevenir. É extremamente importante que a população tenha essa consciência. Tivemos um surto de gripe em dezembro, com a circulação de um novo subtipo do vírus influenza. A vacina que está nos postos tem na sua composição esse novo tipo do vírus. Por isso, é importante que as pessoas se vacinem todos os anos. A gripe pode evoluir para casos mais graves e óbitos, principalmente entre o público-alvo da campanha. Faço um apelo para que o público prioritário procure os postos de saúde – afirmou o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

Nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, foram registrados 167 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por influenza e 17 óbitos. Em dezembro de 2021, quando o estado enfrentou um surto de gripe, foram notificados 1.647 casos de SRAG e 220 óbitos.
A dose contra gripe pode ser aplicada de maneira simultânea ou com qualquer intervalo com as vacinas contra Covid-19, exceto para crianças de 5 a 11 anos de idade. Esse grupo deve aguardar um período de 15 dias entre as vacinas e priorizar a administração da dose contra Covid-19.

Sarampo - Paralelamente à vacinação contra a gripe, em todo o estado do Rio acontece a campanha de imunização contra o sarampo para crianças de 6 meses a menores de 5 anos e trabalhadores da saúde. A vacina será administrada a toda a população independentemente do histórico vacinal. Na primeira etapa, de 4 de abril a 2 de maio, serão vacinados os trabalhadores da saúde. Já na segunda fase, de 3 de maio a 3 de junho, serão contempladas as crianças de 6 meses a menores de 5 anos, que, no estado do Rio, somam 972.631 crianças. A vacina pode ser aplicada de maneira simultânea com a dose contra a gripe.

Entrega de vacina - No último dia 24, a SES deu início à distribuição de 1.777.200 doses de vacinas contra influenza para os 92 municípios do estado. As doses desse primeiro lote foram retiradas pelas Secretarias Municipais de Saúde na Coordenação Geral de Armazenagem (CGA) da SES, em Niterói.

Fique atento:

• A vacina contra a gripe pode ser administrada com quaisquer outras vacinas do calendário vacinal;
• Quem teve Covid-19 tem que aguardar quatro semanas após o início dos sintomas ou resultado positivo do exame para receber a vacina contra gripe;
• A Anvisa orienta que os vacinados devem esperar um período de 48 horas para doar sangue;
• Quem estiver com febre moderada ou grave deve adiar a ida ao posto para se vacinar;
• A vacina contra gripe é contraindicada para crianças menores de 6 meses de idade e pessoas com histórico de alergias graves a doses anteriores. 

Telefones úteis