Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
SES e OPAS firmam cooperação técnica para o enfrentamento da tuberculose no estado do Rio 19/11/2021 SES e OPAS firmam cooperação técnica para o enfrentamento da tuberculose no estado do Rio Encontro marca o início do apoio tecnológico, científico e de capacitação da OPAs

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) firmou, nesta quinta-feira (20.11), uma cooperação técnica com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) para enfrentamento da tuberculose no Estado do Rio de Janeiro. O encontro marca o início do apoio tecnológico, científico e de capacitação da OPAS para investimento em inovações recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no combate à doença.

— Este é um momento muito importante para o estado, que poderá contar com toda a capacitação, tecnologia e conhecimento técnico da OPAS. Esses recursos vão nos possibilitar seguirmos contribuindo no combate à tuberculose — disse o Secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

Miguel Aragón, coordenador da Unidade Técnica de Doenças Transmissíveis e Determinantes Ambientais da Saúde da OPAS, afirmou que o estado está no caminho certo no combate à doença.

— Nós tivemos a oportunidade de visitar os estabelecimentos de saúde e ver o alto compromisso dos que aqui trabalham. Os recursos investidos no estado serão bem utilizados e, com certeza, resultarão em melhorias para a população, em especial para aqueles que padecem desta doença — afirmou o médico.

Levantamento da SES aponta que o Rio de Janeiro é o segundo estado com a maior taxa de incidência de tuberculose no Brasil. Em 2020, foram notificados 14.473 casos, sendo 11.677 novos casos da doença. Os dados são 8% menores quando comparados com 2019, que registrou 15.708 casos. A maior parte dos casos registrados no estado, 75,5%, ocorreram na região Metropolitana I, que abrange 60,7% da população fluminense. 
Para o subsecretário estadual de Vigilância e Atenção Primária à Saúde, Mario Sergio Ribeiro, o apoio da OPAS chega em momento oportuno para fortalecer o papel da SES enquanto responsável pela coordenação das ações de vigilância e controle da doença no âmbito do estado.

- O combate à tuberculose é um grande desafio para todos nós. Nosso objetivo principal é reduzir esses números e impactar os dados no estado. Ainda existe muito abandono de tratamento. Quanto maior for o investimento nessa população, que precisa de recursos para não deixar de se tratar, mais sucesso teremos – destacou ele.

Plano Estadual - Em março deste ano, numa parceria com a Assembleia Legislativa do Estado (ALERJ), a SES lançou o Plano Estadual de Enfrentamento à Tuberculose. O programa vai destinar R$246,3 milhões oriundos de verbas parlamentares para o combate à doença, nos próximos cinco anos.

Telefones úteis