Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
 Mais de 5 mil atendimentos realizados no primeiro dia da Semana da Saúde no Largo da Carioca 23/11/2021 Mais de 5 mil atendimentos realizados no primeiro dia da Semana da Saúde no Largo da Carioca No evento, que vai até quinta-feira, estande do Hemorio recebeu cariocas para doação de sangue

Uma ação pública de saúde para milhares de cidadãos do Rio de Janeiro, onde a solidariedade, a prestação de serviços à população, a educação para a qualidade de vida e até o samba foram as estrelas da festa. A 11ª edição da Semana da Saúde, realizada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), conquistou o coração dos cariocas, que lotaram os estandes desde às 7h para mais de 5 mil atendimentos.

O jornaleiro Wesseley da Silva, de 63 anos, chegou cedo para o primeiro dia do evento, que começou nesta terça (23) e vai até quinta-feira (25), das 8h às 16h, no Largo da Carioca, no Centro do Rio. Ele ficou sabendo da Semana da Saúde pela filha, que mora em São Paulo e viu a ação nas redes sociais.

- A Semana da Saúde é o maior evento de saúde pública do estado e tem como objetivo levar serviços de qualidade para mais perto da população. Por causa da Covid, não pudemos realizar a ação no ano passado, mas estamos muito animados com a expectativa deste ano - comemorou o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.


Entre os 5.722 atendimentos realizados, as consultas com urologistas e exames de PSA foram um dos mais procurados: foram 643 exames.

O evento no Largo da Carioca também é uma grande oportunidade para quem deseja ajudar a salvar vidas. O Hemorio montou no local um estande para doação de sangue, e o Programa Estadual de Transplantes (PET) oferece informações sobre como ser um doador de órgãos. Quem passa por esses estandes ainda ganha uma muda de planta, doada pela Secretaria de Estado de Agricultura. Neste primeiro dia de evento, foram 200 atendimentos e 151 bolsas de sangue doadas no estande do Hemorio.

A Semana da Saúde oferece exames de urologia e teste de PSA, aferição de pressão e testes de glicose, testes rápidos para detecção de Covid-19, hepatite B e C, sífilis e HIV, exames de alergia e de função pulmonar e atendimentos clínicos dermatológicos para avaliação de hanseníase. O evento contou ainda com apresentações de ritmistas do Salgueiro, do cantor Xande de Pilares e do Ballet Manguinhos, formado por meninas de 14 a 18 anos. Os mascotes do Grupo Rão realizaram distribuição de lanches e divertiram os presentes com as performances de dança.

O vendedor André Luiz Moreira Santos, de 44 anos, elogiou o evento e destacou a importância de oferecer em praça pública serviços como saúde do homem e testes de alergia, principalmente durante esse período de pandemia.

- É muito importante. Eu ouvi que teria o evento e decidi vir fazer os exames. Uma iniciativa fundamental para a população. Saúde é prioridade - disse ele.

A cuidadora de idosos Iolanda Rodrigues, de 67 anos, é moradora de São Gonçalo e também passou pela Semana da Saúde para realizar todos os serviços disponíveis para ela.

- Trabalho na área da saúde e sei da importância desses cuidados e exames gratuitos. Aproveitei hoje para fazer vários exames aqui. Fiz teste para medir glicose, aferição de pressão, teste de HIV. Agora, vou fazer o de alergia, porque não posso usar água sanitária que me dá coceira e minha pele fica vermelha. É muito ruim! Vou descobrir o que tenho - explicou ela.

Diante da aproximação do verão e do período de chuvas frequentes, a Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde levou a sua equipe para o Largo da Carioca para alertar a população sobre a importância do combate a doenças como dengue, zika e chikungunya.

Edna Maria Sobrinho, de 67 anos, já teve chikungunya e destacou a importância dos cuidados para combater o mosquito.

- Eu só me lembro de ter sido picada pelo mosquito em uma sexta-feira de abril, em 2019 e, no dia seguinte, já estava me sentindo mal, com chikungunya. Eu nem sabia o que era. Tive febre e dores no corpo. Achei que era um simples resfriado. Mas a chikungunya me deixou arriada na cama. Fiquei duas semanas ruim, e para recuperar, é difícil. Até hoje tenho sequelas. As pessoas precisam se cuidar e verificar se há focos do mosquito em casa - concluiu ela.

O evento contou ainda com apresentações de ritmistas do Salgueiro, do cantor Xande de Pilares e do Ballet Manguinhos, formado por meninas de 14 a 18 anos. Os mascotes do Grupo Rão realizaram distribuição de lanches e divertiram os presentes com as performances de dança.

Parceria - A ação é uma parceria entre a SES e TV Band e a BandNews e conta ainda com o apoio das Drogaria Venancio, Hemorio, Medlevensohn, Cruz Vermelha, Brasil Sem Alergia, Grupo Rão, Guaravita, Claro e Águas do Rio.

Telefones úteis