Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
SES libera R$ 126,5 milhões para unidades geridas por organizações sociais 06/07/2020 SES libera R$ 126,5 milhões para unidades geridas por organizações sociais Também foram autorizados pagamentos para Pedro Ernesto, Vital Brasil e Fundação de Saúde

Por determinação do secretário Alex Bousquet, a Secretaria de Estado de Saúde autorizou o repasse de R$ 126,5 milhões para hospitais e UPAs do Estado administradas por organizações sociais. O dinheiro já está sendo liberado e estará na conta das OSs entre quarta e quinta-feira desta semana. Além desses valores, também foram autorizados os repasses de R$ 6,4 milhões para o Hospital Universitário Pedro Ernesto, da Uerj; R$ 15,8 milhões para pagamento de pessoal da Fundação de Saúde do estado; e R$ 440 mil para Instituto Vital Brasil.

Os pagamentos estão sendo autorizados somente após auditoria interna da SES atestar a regularidade de contratos e prestações de contas apresentadas pelas organizações sociais. Contratos nos quais forem constatadas irregularidades não serão pagos até que os problemas tenham sido corrigidos.

Para os hospitais e UPAS geridos pelas organizações sociais foram liberados pela SES os seguintes valores:

- R$ 12,7 milhões para o Azevedo Lima (Instituto Sócrates Guanaes)

- R$ 20,4 milhões para o complexo que inclui Hospital Alberto Torres, Hospital João Batista Cáffaro e UPA São Gonçalo 1 (Instituto Lagos Rio)

- R$ 3,6 milhões para a UTI e clínica médica do Hospital Carlos Chagas (Instituto Lagos Rio)

- R$ 16,7 milhões para o Getúlio Vargas e a UPA Penha (Complexo Penha, do Instituto Solidário)

- R$ 4,5 milhões para o Hospital da Mãe (Instituto Gnosis)

- R$ 22,4 milhões para o Zilda Arns (Apmim) - Desses, R$ 2,9 já foram liberados e quase R$ 20 milhões serão liberados ainda esta semana

- R$ 8,2 milhões para o Complexo Lagos (Hospital dos Lagos e o Hospital Roberto Chabo, administrador pela Cruz Vermelha Brasileira)

- R$ 1,6 milhão para a UPA Bangu (Mahatma Ghandi)

- R$ 1,4 milhão para a UPA Botafogo (Viva Rio)

- R$ 2,9 milhões para as UPAs Campo Grande I e II (Associação Filantrópica Nova Esperança- AFNE)

- R$ 1,0 milhão para a UPA Campos dos Goytacazes (Instituto Lagos Rio)

- R$ 1,4 milhão para a Copacabana (Viva Rio)

- R$ 3 milhões para as UPAs Duque de Caxias I e II (Instituto Diva Alves do Brasil)

- R$ 1,4 milhão para a UPA Engenho Novo (Vivo Rio)

- R$ 1 milhão para a UPA Ilha do Governador (Vivo Rio)

- R$ 1,3 milhão para a UPA Irajá (Vivo Rio)

- R$ 1,4 milhão para a UPA Itaboraí (AFNE)

- R$ 1,5 milhão para a UPA Jacarepaguá (Vivo Rio)

- R$ 1,3 milhão para a UPA Magé (Instituto Diva Alves do Brasil)

- R$ 1,3 milhão para a UPA Maré (Viva Rio)

- R$ 1,4 milhão para a UPA Marechal Hermes (Mahatma Gandhi)

- R$ 1,1 milhão para a UPA Mesquita (Mahatma Gandhi)

- R$ 1,2 milhão para a UPA Niterói (AFNE)

- R$ 1,1 milhão para a UPA Nova Iguaçu I (Lagos Rio)

- R$ 1,1 milhão para a UPA Nova Iguaçu II (Mahatma Gandhi)

- R$ 1,1 milhão para a UPA Queimados (Instituto Diva Alves do Brasil)

- R$ 1,4 milhão para a UPA Realengo (Mahatma Gandhi)

- R$ 1,4 milhão para a UPA Ricardo de Albuquerque (Mahatma Gandhi)

- R$ 1,2 milhão para a UPA Santa Cruz (AFNE)

- R$ 1,3 milhão para a UPA São Gonçalo II (AFNE)

- R$ 2,9 milhões para a UPA SEAP (AFNE)

- R$ 1,3 milhão para a UPA Tijuca (Viva Rio)

Outros contratos continuam sendo revisados pela SES e, se estiverem regulares, mais pagamentos serão liberados nos próximos dias.

Telefones úteis