Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
Campanha de vacinação contra febre amarela nas ruas 26/02/2019 Campanha de vacinação contra febre amarela nas ruas Ação ainda vai passar por Ceasa, Cadeg, estações de metrô e shoppings

Lançada no dia 18 de fevereiro, a campanha de vacinação contra a febre amarela promovida pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) já imunizou 1762 pessoas. A ação de bloqueio contra a doença é uma estratégia da SES que visa disponibilizar as doses em locais de grande circulação de pessoas.

O primeiro espaço a ser utilizado foi a Central do Brasil, depois a Praça XV, Carioca, Calçadão de Nova Iguaçu, entre outros locais. Hoje (19), a vacinação ocorreu no Shopping Grande Rio, em São João de Meriti. Nos dia 20 e 21, a atividade acontecerá no Shopping São Gonçalo. A programação do mês de março será encerrada no Top Shopping, em Nova Iguaçu, nos dias 27 e 28. O atendimento nos shoppings começa às 10h e vai até às 13h.

- A SES elaborou para o mês de março quatro ações de vacinação contra a febre amarela nos shoppings de São João de Meriti, São Gonçalo, Vicente de Carvalho e Nova Iguaçu. A vacina garante a proteção contra a doença e a SES está ofertando as doses em vários pontos do estado – destaca Alexandre Chieppe, Subsecretário de Vigilância em Saúde.

HORÁRIO DAS AÇÕES NOS SHOPPINGS- 10 às 13h
HORÁRIO DAS AÇÕES NOS MERCADOS - 8 às 12h
ESTAÇÕES DE METRO, ONIBUS, TREM e BRT – 7h às 11h.

ABRIL
01 e 02/04: CEASA, Irajá (Mercado)
03 e 04/04: CADEG, São Cristóvão (Mercado)
10 e 11/04: Caxias Shopping
15 e 16/04: Rodoviária do Rio
17 e 18/04: Norte Shopping

INDICAÇÃO
A vacina não é indicada a bebês menores de 9 meses, pessoas com contraindicações especiais (pacientes imunodeprimidos, com doenças hematológicas graves, entre outras) e grávidas.

TIPOS DA DOENÇA
Há dois tipos de febre amarela – silvestre e urbana. As duas são causadas pelo mesmo vírus e causam a mesma doença, mas se diferem pelo vetor de transmissão. A urbana é transmitida pelo Aedes aegypti e, de acordo com o Ministério da Saúde, desde os anos 40, o Brasil não registra casos deste tipo da doença.

Já a silvestre é transmitida pelos mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabeths, insetos de hábitos estritamente silvestres. A febre amarela silvestre é endêmica em algumas regiões do país, principalmente na região amazônica. Trata-se de uma doença infecciosa febril aguda, transmitida exclusivamente pela picada de mosquitos infectados.

SINTOMAS
Os principais sintomas da febre amarela são dor de cabeça, febre, amarelamento da pele, dores musculares e articulares, náuseas, indisposição, entre outras manifestações. Em 2018, foram registrados 262 casos de febre amarela silvestre em humanos, com 84 óbitos. Os mosquitos Haemagogus e Sabethes são os transmissores da febre amarela silvestre. Já em 2019, a SES não registrou casos da doença.

 

Telefones úteis