Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
Vacinação contra a gripe: tire suas principais dúvidas 12/05/2018 Vacinação contra a gripe: tire suas principais dúvidas Médico da SES esclarece os principais pontos do tema

As baixas temperaturas desta época do ano fazem parte de um cenário perfeito para a proliferação de diversos vírus e, entre eles, o da Influenza, responsável por causar a gripe. Às vésperas do ao Dia D de vacinação contra a doença, que acontece neste sábado (12/05), o médico da Subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe, tira as principais dúvidas de pacientes sobre o tema.

- A gripe pode causar complicação?

A gripe é uma doença que estamos acostumados há muito tempo mas, apesar de não ser uma doença muito grave na maioria dos casos, historicamente convivemos com casos de maior gravidade e óbitos causados pela doença. Somente após a vacinação em larga escala no Brasil, o número desses casos começou a cair de forma considerável.

- A vacina da gripe causa a gripe?

Não existe nenhuma possibilidade da vacina da gripe causar gripe. A vacina é feita de partículas de vírus, ou seja, ela não tem o vírus vivo inteiro em sua composição. É possível, em alguns casos, que a pessoa já estivesse com o vírus no organismo, ao tomar a vacina coincidentemente desenvolver o quadro de gripe.

- Pessoas que não estão no público-alvo da campanha podem tomar a vacina no SUS?

A vacina contra a gripe que o Ministério da Saúde disponibiliza é um produto que não visa impedir a circulação do vírus, mas proteger aquelas pessoas com maior risco de complicação.

- Pessoas que ainda sofrem as consequências da chikungunya são consideradas doentes crônicos? Podem tomar a vacina?

A pessoa pode tomar a vacina se estiver dentro do grupo de risco definido pelo Ministério da Saúde. Pessoas com mais de 60 anos de idade, crianças menores de 5 anos, gestantes, mulheres que tiveram neném recentemente, professores e profissionais de saúde da rede pública e privada ou mesmo pessoas que tem doenças crônicas com maior risco de complicação da gripe, o que não é o caso do chikungunya, devem se vacinar.

- O que é considerada doença crônica?

Nas diretrizes da campanha de vacinação deste ano, determinadas pelo governo federal, existe um enorme conjunto de doenças crônicas que são contempladas e, portanto, estas pessoas podem ser vacinadas. A exemplo, pessoas que tenham diabetes, hipertensão arterial, doenças pulmonares ou cardíacas e que fazem uso de medicamentos estão permitidas. Na dúvida, o paciente deve procurar o sistema de saúde para mais informações. Pessoas com doenças crônicas constatadas devem estar munidas de receita médica com a indicação de vacinação para que possam ser vacinadas nos postos de saúde.

- Posso tomar a vacina contra a Influenza estando gripado?

A gripe, como qualquer outra doença infecciosa aguda, contra indica a vacinação naquele período. Se a pessoa está gripada ou com algum tipo de infecção e apresente quadro de febre o ideal é que aguarde para tomar a vacina. É bom lembrar que existem vários vírus Influenza que causam a gripe, então o fato de ter ficado gripado não quer dizer que já esteja imunizado contra os outros vírus da gripe. É importante tomar a vacina todo o ano.

- Qual o prazo para surtir efeito após a vacinação?

Como com quase todos os tipos de vacinas, é preciso aguardar um determinado tempo após a aplicação para que os anticorpos entrem definitivamente no sistema de defesa. Esse tempo é, em média, de 7 a 10 dias. Consideramos, assim, que a pessoa está efetivamente imunizada cerca de 10 dias depois que tomou a dose. Neste período, a pessoa ainda pode, caso tenha contato com o vírus, desenvolver os sinais e sintomas da doença.

- Quanto tempo depois de tomar vacina posso doar sangue?

Ao contrário da vacina contra a febre amarela, não há necessidade de intervalo para a doação de sangue. É possível tomar em um dia e fazer a doação de sangue no mesmo dia, pelo fato da vacina ser produzida por partículas de vírus, então não existe risco de passar o vírus numa transfusão de sangue, por exemplo.

- Devo tomar a vacina novamente uma vez que já tomei ano passado?

A vacina da gripe tem uma particularidade que a difere de outros tipos de vacina: ela é produzida todo ano com base nos principais vírus de Influenza que circularam no mundo no ano anterior. Essa vacina, uma vez atualizada, ela protege a pessoa dos principais vírus que estão circulando naquele momento.

- É possível ingerir bebida alcoólica no mesmo dia que irei me vacinar?

Não há contraindicação para ingestão de bebida alcoólica antes ou depois da vacinação.

- O que é Influenza sazonal?

A influenza sazonal é a gripe causada por um vírus, chamado H3N2, que é uma diferenciação que se faz ao vírus H1N1 (conhecido também como gripe pandêmica). O H3N2 é um vírus que já circula há vários anos no Brasil e no mundo e é chamado de sazonal porque reaparece todo ano.

- Qual a diferença da H3N2 e os outros tipos de vírus da gripe?

A diferença é o subtipo de vírus que causa. Temos o H3N2 e o H1N1 que são os que mais circulam, além do Influenza B. Em termos de sinais e sintomas, todos se assemelham: febre associada à sinais e sintomas respiratórios como tosse, congestão nasal e dor no corpo.

- A pessoa pode tomar a vacina contra a gripe no mesmo dia que se imunizar contra a febre amarela?

A vacina da gripe, apesar de ser feita com partícula viral, e a da febre amarela com vírus vivo atenuado, elas podem ser tomadas ao mesmo tempo.

- Tem alguma doença que impede de tomar a vacina?

A vacina, além de eficaz, é muito segura. Contra indicações são raras, assim como os eventos adversos. Se faz necessário evitar a vacinação apenas em pessoas com alergia ao ovo, ao antibiótico canamicina ou pessoas que tenham tido doença de Síndrome de Guillain-Barré após a aplicação de alguma vacina. Essas pessoas devem passar antes por uma avaliação médica.

 

Telefones úteis