Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
SES inaugura primeira sala de apoio à mulher trabalhadora que amamenta 05/04/2018 SES inaugura primeira sala de apoio à mulher trabalhadora que amamenta Durante o evento o secretário de saúde anunciou a criação de portaria para regulamentar a criação das salas em todas as unidades da rede estadual

As mulheres em fase de aleitamento materno quando retornam da licença maternidade geralmente enfrentam dificuldades para continuar amamentando exclusivamente seus filhos. Pensando em garantir esse direito e dar mais conforto e tranquilidade às mães na volta ao trabalho, o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Jr., inaugurou, nesta quinta-feira (05), a primeira sala de Apoio à Mulher Trabalhadora que Amamenta, no prédio da SES no Centro do Rio.

- A instalação dessa sala foi uma iniciativa proposta pela superintendência de Atenção Básica e que nós entendemos a importância para dar tranquilidade e dignidade às mães que estão amamentando seus filhos. Esse é um pequeno avanço dentro de muitos que estamos conseguindo colocar na Secretaria. Sabemos que ainda tem muito a ser feito, mas tenho certeza que essa sala é um grande ganho, porque traz respeito e carinho para as mulheres trabalhadoras – destacou o secretário.

Durante a inauguração da sala o secretário anunciou a criação de uma portaria para regulamentar a criação de salas de apoio à mulher trabalhadora que amamenta em todas as unidades da Secretaria de Estado de Saúde, onde haja necessidade.

- Vamos criar uma portaria para implementar uma sala dessas em cada uma das nossas unidades com um número de mulheres que será estabelecido pela Superintendência de Atenção Básica. Todos os nossos hospitais, maternidades e unidades tem que ter um espaço que possa dar dignidade à mulher trabalhadora – ressaltou ele.

Apesar de ser uma recomendação do Ministério da Saúde, o Brasil ainda conta com poucas salas de apoio à mulher trabalhadora que amamenta. As salas são espaços no próprio ambiente de trabalho, onde as mulheres que voltam da licença maternidade podem alimentar seus filhos.

- Nós temos responsabilidade pelas mulheres trabalhadoras, e poder fazer com que elas continuem amamentando seus filhos é um presente para elas e com certeza um futuro melhor para nossas crianças. Tenho certeza que essa iniciativa vai repercutir muito positivamente no nosso trabalho – afirmou a superintendente de Atenção Básica, Thais Severino.

Quer ver mais conteúdos em Notícias?
Telefones úteis