Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
Ministro anuncia criação de Central Unificada de Regulação no estado do Rio 27/11/2017 Ministro anuncia criação de Central Unificada de Regulação no estado do Rio O anúncio foi feito durante evento de inauguração do Centro de Diagnóstico de Câncer de Próstata do Inca II com a presença do secretário de Estado de Saúde

O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou na manhã desta segunda-feira (28) a criação da Central Unificada de Regulação no estado do Rio de Janeiro. O anúncio foi realizado durante a inauguração do Centro de Diagnóstico de Câncer de Próstata do Inca II, no Centro do Rio, com a presença do secretário de Estado de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Junior, e do secretário municipal de Saúde, Marco Antônio de Mattos.

- Em todos os estados temos um comando para que a Central de Regulação organize as demandas do SUS, porque os usuários são do SUS, e não do estado ou município. Para isso, quando ele necessitar de um serviço, deve usar uma fila única. Dessa forma ele saberá o seu lugar na fila e como evolui esse andamento. Quero agradecer aos secretários pelo entendimento para a inauguração – declarou o ministro.

Para o secretário estadual de Saúde, a unificação da central de regulação garantirá ao cidadão mais agilidade no atendimento, tendo em vista que a regulação passará a ter acesso a todos os leitos de todas as unidades do estado.

- A Central Unificada de Regulação vai trazer mais celeridade aos atendimentos, porque vamos passar a ter os leitos das unidades federais regulados por essa mesma central. Poderemos garantir o acesso de forma igual a quem mora na capital às pessoas que vêm de regiões populosas e que não possuem uma maior estrutura de atendimento especializado, como a Baixada Fluminense e São Gonçalo - afirmou o secretário.

A unificação dos serviços está prevista para a primeira quinzena de dezembro, e deve ocorrer de forma progressiva. O atendimento passará a ser realizado no Centro Integrado de Comando e Controle do Governo do Estado (CICC), onde já funciona parte da regulação estadual. O serviço municipal também será transferido para o prédio do CICC, no Centro do Rio.

- O mais difícil já conseguimos: que era determinar as competências, quem ia regular o que e a responsabilidade por cada serviço. Isso já está bem definido. A partir de agora acreditamos que essa organização só vai facilitar a vida das pessoas – conclui Luiz Antônio.

Centro de Diagnóstico do Câncer de Próstata – Inaugurado nesta segunda-feira, o Centro é uma parceria do Ministério da Saúde com as secretarias estadual e municipal de saúde. A unidade é o primeiro centro da rede pública do Rio de Janeiro e vai oferecer 3.600 biopsias de câncer de próstata por ano. O objetivo é facilitar o acesso à biopsia, zerando a fila de espera e oferecer procedimento sem dor. A unidade contará com um moderno aparelho de ultrassom capaz de identificar as mais diferentes lesões com mais precisão.

- Essa iniciativa traz para o Estado do Rio de Janeiro ampliação de serviços. Já temos no Rio Imagem a oferta de mais de 100 biopsias de próstata e num projeto com a UERJ oferecemos mais 100, mas sabemos que precisamos ampliar muito isso. Essa iniciativa vai salvar inúmeras vidas no Estado. Durante a semana da saúde 2.245 homens foram quebrando o paradigma de que o homem não busca tratamento. O que ele precisa é de acesso. E esse centro vai ofertar em conjunto com a SES o acesso aos homens, ao tratamento e ao diagnóstico – destacou o secretário de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Jr.

Quer ver mais conteúdos em Notícias?
Telefones úteis