Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
Câncer de próstata: a importância do diagnóstico precoce 01/11/2017 Câncer de próstata: a importância do diagnóstico precoce Rede estadual conta com um centro especializado em Saúde do Homem

Mudaram-se o mês e a cor, mas o alerta sobre a importância do diagnóstico precoce continua. O Novembro Azul, internacionalmente dedicado às ações relacionadas de combate às doenças masculinas, reforça a preocupação aos casos de câncer de próstata, o segundo mais comum entre os homens. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) disponibiliza atendimento especializado no Centro de Atenção à Saúde do Homem, que conta com serviços de prevenção das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), doenças da próstata, planejamento familiar, tratamento para disfunção sexual, além de pequenas e médias cirurgias.

- Culturalmente, as mulheres se preocupam mais com a saúde do que os homens, mas essa realidade precisa mudar. Nós buscamos essa mudança oferecendo um serviço completo, que abrange consultas, exames e cirurgias. Tudo sob a responsabilidade de profissionais de excelência. Outra boa notícia é que entre os dias 21 e 24 de novembro vamos promover a Semana da Saúde na Cinelândia e teremos atendimento com urologistas, no ano passado o serviço consultou mais de 1.000 pacientes, que foram encaminhados para tratamento quando houve necessidade – anunciou o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Jr.

O coordenador do projeto e professor titular de urologia da UERJ, Ronaldo Damião, ressalta a importância de o homem estar atento aos sinais e sintomas da doença e também de se preocupar em realizar seu check-up, mesmo sem a suspeita, já que o câncer de próstata, em sua fase inicial, tem uma evolução silenciosa.

- O câncer de próstata atinge cerca de 70 mil novas pessoas a cada ano no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde. Entre os tipos de cânceres, ele está atrás apenas do de pele não-melanoma e mata de 12 a 15 mil pessoas ao ano, em nosso país, porém, isto não costuma ocorrer rapidamente. Por isso a importância do homem, a partir dos 50 anos, ou 45 para os que têm histórico familiar, procurar o serviço especializado e se manter em alerta – enfatiza Damião.

De acordo com o médico, o medo de ser diagnosticado ainda impede que muitos indivíduos procurem um atendimento na rede de saúde. Com o avanço do tempo de vida do homem, os casos da doença têm sido detectados com mais frequência, mas é possível diagnosticar mais precocemente. Quanto antes o homem procurar um atendimento médico, maior é a possibilidade de cura.

- A doença, em qualquer nível que esteja, pode ser tratada. É bom lembrar que o câncer de próstata é um dos tipos de câncer com maior chance de cura com os recursos que temos disponíveis hoje, apesar de a taxa de mortalidade ainda ser expressiva. É possível oferecer qualidade de vida a esses pacientes em qualquer fase do tratamento – comenta Damião.

O coordenador ainda ressalta que o homem deve cuidar da saúde antes mesmo da detecção de doenças mais graves.

- Importante que o homem visite anualmente o urologista e, além do acompanhamento médico, insira hábitos saudáveis em sua rotina, como a realização de exercícios físicos e o consumo de uma alimentação equilibrada. Há estudos que apontam que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, pode ajudar a diminuir o risco de um câncer – ressalta Damião.

O médico reforça que o check-up periódico é uma das estratégias mais importantes para que o diagnóstico seja rápido e faça a diferença.

- Se toque, é preciso fazer o seu check-up. Se você quer ter a oportunidade de ver seus netos crescerem e se formarem, é preciso cuidar de sua saúde e garantir a longevidade – finaliza o médico.

Sinais e sintomas – Mesmo que não apresente nenhum sintoma, todo homem deve procurar um médico para realizar um check-up após os 50 anos. Caso apresente sintomas como urinar com frequência maior que a normal; levantar várias vezes à noite para urinar ou urinar sangue, é preciso procurar um urologista imediatamente.

Tratamento – Para doença localizada, há, em geral, indicação de cirurgia ou radioterapia. Para doença localmente avançada, utiliza-se a radioterapia e hormonioterapia. Para doença metastática (quando o tumor original já se espalhou para outras partes do corpo), o tratamento de eleição é a terapia hormonal. Cabe ressaltar que o melhor a se fazer é o indicado pelo médico que faz o acompanhamento do paciente.

Centro de Atenção à Saúde do Homem – Desde 2011, o projeto oferece prevenção das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), doenças da próstata, planejamento familiar, tratamento para disfunção sexual, além de pequenas e médias cirurgias. O paciente que necessitar do serviço deve procurar Clínicas da Família, Centros Municipais ou Postos de Saúde, onde será obtido um encaminhamento e será feito agendamento através da Central Estadual de Regulação (CER), que recebe pacientes de todo o Estado do Rio. Só em 2016, o Centro de Atenção à Saúde do Homem realizou quase 7 mil consultas e 850 cirurgias. Os atendimentos mais comuns são consultas com urologista e procedimentos como vasectomia e cirurgias da próstata.

A unidade fica na Policlínica Piquet Carneiro, na Av. Marechal Rondon, 381, no bairro São Francisco Xavier, e funciona interligada ao Hospital Universitário Pedro Ernesto.

Telefones úteis