Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
Adotar um estilo de vida saudável ajuda a reduzir o risco de demência 20/05/2019 Adotar um estilo de vida saudável ajuda a reduzir o risco de demência A redução dos fatores de risco para demência é uma das várias áreas de ação incluídas no plano de ação global da OMS

Novas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) publicadas nesta terça-feira (14/5) revelam que as pessoas podem reduzir o risco de desenvolver demência ao praticar exercícios regularmente, não consumir tabaco, evitar o uso nocivo de álcool, controlar seu peso, ter uma dieta saudável e manter níveis saudáveis de pressão arterial, colesterol e açúcar no sangue.

A redução dos fatores de risco para demência é uma das várias áreas de ação incluídas no plano de ação global da OMS para a resposta de saúde pública a essa condição. Outras áreas incluem: fortalecer os sistemas de informação para a demência; diagnóstico, tratamento e cuidados; apoiar os cuidadores de pessoas com demência; e pesquisa e inovação.

O Observatório Global de Demência da OMS, lançado em dezembro de 2017, é um compilado de informações sobre as atividades e recursos de países para a demência, como planos nacionais, iniciativas amigáveis às pessoas com demência, campanhas de conscientização e locais de atendimento. Dados de 21 países, incluindo Bangladesh, Chile, França, Japão, Jordânia e Togo já foram incluídos; ao todo, 80 países estão envolvidos no fornecimento de dados.

Demência

A demência é uma condição caracterizada pela deterioração da função cognitiva, além do que se poderia esperar do envelhecimento natural. Afeta memória, pensamento, orientação, compreensão, cálculo, capacidade de aprendizagem, linguagem e julgamento. A demência resulta de uma variedade de doenças e lesões que afetam o cérebro, como Alzheimer ou acidente vascular cerebral.

A demência é um problema de saúde pública que cresce rapidamente e afeta cerca de 50 milhões de pessoas em todo o mundo. Existem quase 10 milhões de novos casos por ano. É uma das principais causas de incapacidade e dependência entre pessoas idosas. Além disso, a condição inflige uma pesada carga econômica para as sociedades como um todo e estima-se que os custos de atendimento às pessoas com demência aumentem para US$ 2 trilhões por ano até 2030.

Fonte: OPAS

Telefones úteis