Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
E se...?!
09/10/2017 E se eu mascar chiclete?

Quando você masca chiclete nem imagina, mas este é um hábito antigo, bem antigo! Os gregos mascavam uma resina de árvore porque acreditavam que a substância tinha poder de curar certas doenças. Se o chiclete antigo realmente fazia bem à saúde dos gregos não sabemos, mas será que o chiclete atual pode fazer mal a nossa saúde?

Nem totalmente mocinho, nem totalmente vilão. Há prós e contras no hábito de mascar chicletes e, por isso, alguns cuidados devem ser tomados. O primeiro problema do chiclete é justamente o que o torna gostoso: o doce. O açúcar contido em um chiclete pode servir de alimento para bactérias dentro da boca. Estas bactérias, alimentadas, podem soltar substâncias ácidas que causam cáries. Por isso, se mascar chiclete, escove os dentes! É a única forma de manter sua boca limpa e longe de doenças.

E se eu engolir o chiclete?

E engolir um chiclete, faz mal? Que criança nunca pensou ou acredito que os chicletes engolidos ficam grudados dentro do corpo para sempre? Mas, calma, não é isso que acontece. Como qualquer alimento, os chicletes engolidos passam pelo esôfago, estômago e intestino até serem eliminados com as fezes. Mas é bom não fazer disso um hábito. Porque, aí sim, pode surgir um problema.

Engolir muitos chicletes diariamente pode causar obstrução intestinal – quando a passagem do alimento pelo intestino fica bloqueada. O problema é raro e acontece principalmente quando outros objetos – como moedas – são engolidos também. O chiclete deve ser evitado por crianças pequenas, que podem engolir a goma como se fosse uma bala. E se engolir um chiclete não faz mal, também não fornece nutrientes ao corpo.

Mal para o estômago

Mesmo sem engolir, o hábito de mascar chicletes pode fazer mal ao estômago. Mascar chicletes em excesso pode gerar problemas como a gastrite. Isto acontece porque, quando você mastiga o chiclete, seu corpo entende como se você estivesse ingerindo um alimento e começa a produzir as substâncias que iriam realizar a digestão deste alimento. Como a gente mastiga, mastiga e o alimento não chega ao estômago, estas substâncias não são utilizadas, podendo trazer complicações.

Bom para a memória e para a concentração

Mas calma, nem tudo é ruim no chiclete. De acordo com uma pesquisa da Universidade de Northumbria, na Grã-Bretanha, o movimento repetitivo de mastigação pode favorecer a concentração e a memória, pois aumenta a quantidade de oxigênio no cérebro. Mascar chicletes também pode funcionar como um tipo de massagem facial, afastando o stress e a ansiedade.

continue lendo
Telefones úteis