Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
Atitude saudável
17/07/2017 Hábitos dos brasileiros impactam no crescimento da obesidade

Mais da metade da população do país está com peso acima do recomendado e 18,9% dos brasileiros estão obesos. Os dados são do Vigitel (Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) realizado entre fevereiro e dezembro de 2016 pelo Ministério da Saúde.

Hábitos dos brasileiros impactam no crescimento da obesidade

Embora o levantamento traga boas notícias também – aumento do consumo regular de frutas e hortaliças, redução do consumo de refrigerantes e sucos artificiais e aumento de atividade física – ainda muito a ser modificado para barrar o crescimento da obesidade. E quando falamos em modificação estamos falando, principalmente em hábitos.

Para ter saúde e evitar, não só a obesidade, mas também doenças crônicas como diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares precisamos analisar, rever e, se for necessário, mudar nosso hábitos. Pelos dados do Vigitel, de forma geral, a mudança é mais do que necessária! O excesso de peso cresceu 26,3% em dez anos, passando de 42,6% em 2006 para 53,8% em 2016. Já a obesidade cresceu 60%, indo de 11,8% em 2006 para 18,9% em 2016.

Diante disso, ao divulgar os dados do Vigitel 2016, o Ministério da Saúde definiu metas para reduzir a obesidade. A primeira e, talvez mais óbvia, é deter o crescimento da obesidade na população adulta até 2019. Para isso devem ser adotadas políticas intersetoriais de saúde e segurança alimentar e nutricional.

A segunda meta é reduzir em 30% o consumo de refrigerantes e sucos artificiais até 2019. Finalmente, a terceira meta é ampliar em no mínimo de 17,8% o percentual de adultos que consomem frutas e hortaliças regularmente até 2019. Mas e você, quais são suas metas? Analise seu hábitos, se informe e mude em favor da sua saúde!

continue lendo
Telefones úteis