Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
Setores da Saúde
Vigilância em Saúde
Vigilância Sanitária
Cidadão
Você Sabia
Vigilância Sanitária
Você Sabia
22/08/2017 O barato que pode sair caro e perigoso Saiba por que é preciso evitar produtos de limpeza “piratas”

 

É muito comum encontrar à venda produtos saneantes clandestinos. Detergente líquido, água sanitária, desinfetante, enfim, uma grande variedade de artigos de limpeza costuma ser comercializado sem que o consumidor se dê conta dos riscos para a saúde. Isso porque para serem vendidos os produtos desenvolvidos pelas empresas devem dar bons resultados e passar por um rigoroso controle de qualidade, conforme as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os fabricantes precisam seguir normas legais e técnicas além de obter autorização do Ministério da Saúde para cada produto saneante colocado à venda. Aquele desinfetante comprado na calçada do vizinho, por exemplo, não tem garantia de bons resultados, nem de que é seguro ao ser manuseado ou armazenado.

Além do perigo que os produtos clandestinos oferecem ao consumidor, como: queimaduras, problemas respiratórios, irritações e graves intoxicações, vale lembrar que esses tipos de saneantes costumam ter um preço muito baixo justamente porque não cumprem o que promete. Não eliminam os germes e não limpam as superfícies uma vez que suas formulações não possuem ingredientes próprios para isto ou, quando os contêm, suas quantidades são insuficientes. Isso significa que seu dinheiro está sendo jogado fora.
 

Telefones úteis