Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
Reeducação alimentar garante saúde e boa forma 22/03/2017 Reeducação alimentar garante saúde e boa forma Segundo nutricionistas, a melhor maneira de manter a boa forma não é com dietas mirabolantes e, sim, aprendendo a fazer boas escolhas

Mudar hábitos de uma vida inteira não é uma tarefa fácil. Trocar, por exemplo, o pão francês do café da manhã pelo pão integral ou ovos faz parte da rotina de quem está se habituando com a reeducação alimentar. Segundo nutricionistas, a melhor maneira de manter a boa forma não é com dietas mirabolantes e, sim, aprendendo a fazer boas escolhas, a mastigar corretamente, estabelecer horários e dar continuidade ao novo estilo de vida.

Muitas pessoas resolvem adotar um estilo de vida mais saudável quando passam por um problema de saúde. Foi o caso da pedagoga Paula Barreto, de 31 anos. Em 2015 ela viu o ponteiro da balança subir e, apesar de praticar corrida e arriscar algumas dietas, não conseguia perder peso. Em 2016, já contabilizava 10 quilos à mais.

“Foi quando descobri o início de um câncer de colo de útero. Então, dei uma guinada na minha vida. Fiz a cirurgia da retirada de parte do útero, comecei a praticar taekwondo aliado ao pilates e corrida de meia hora na esteira. Também recebi orientações de uma nutricionista. Em três mandei embora sete quilos”, conta.

O ideal é procurar sempre ajuda de um profissional para receber orientações adequadas à faixa etária, às necessidades nutricionais e aos objetivos físicos.

A reeducação alimentar é um sacrifício cujos benefícios são vistos por toda a vida, uma vez que novos hábitos são incluídos na rotina. Além da diminuição de peso, há mudanças como diferença na pele, no cabelo, na disposição para a realização de atividades do dia a dia e exercícios físicos.

“Parece que a gente só acorda quando leva um susto. Vi tanta gente lutando pela vida no hospital enquanto eu me tratava que pensei: ‘Eu estou brincando com a minha vida! ’ Depois disso, priorizei os hábitos saudáveis. Minhas roupas não cabiam, eu me sentia desconfortável esteticamente”, revela Paula.

Aliados

Algumas dicas são importantes para tornar o processo de reeducação alimentar menos difícil, como mastigar corretamente, respeitar os horários e conhecer os alimentos que auxiliam nesse processo. Comer a cada três horas é uma estratégia indicada para evitar a compulsão alimentar.

Os alimentos funcionais são de extrema importância por conta de seus benefícios já estudados e comprovados. Por exemplo, as gorduras boas como o azeite extra-virgem, o abacate e outras frutas oleaginosas; as verduras são ricas em fibras que diminuem o colesterol, a glicemia e aumentam a saciedade, como a alface; as frutas, quanto mais coloridas mais vitaminas terão; e os fitoquímicos como o morango, o alho, óleos vegetais que auxiliam o sistema imunológico.

Telefones úteis