Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
Terceira idade: benefícios de abandonar o sedentarismo 22/05/2017 Terceira idade: benefícios de abandonar o sedentarismo Os benefícios de práticas corporais e atividades físicas para a saúde têm sido amplamente documentados e incluem fatores biológicos, psicológicos e sociais

Assistir à televisão e navegar na internet podem ser atividades interessantes, que distraem e entretêm. Mas será que elas não estão tomando muita parte do seu dia e fazendo de você uma pessoa sedentária? O estilo de vida moderno é assim mesmo, propicia gastarmos grande parte de nosso tempo livre em atividades sedentárias. Mas como o que é comum nem sempre é o melhor... A inatividade física é um dos fatores de risco mais importantes para as doenças crônicas.

O sedentarismo está especialmente presente na terceira idade. Mas isso pode e deve ser mudado. Os benefícios de práticas corporais e atividades físicas para a saúde têm sido amplamente documentados e incluem fatores biológicos, psicológicos e sociais. São tantos os benefícios que é melhor exibi-los em forma de lista:

• Melhor funcionamento corporal, diminuindo as perdas funcionais, favorecendo a preservação da independência;
• Redução no risco de morte por doenças cardiovasculares;
• Melhora do controle da pressão arterial;
• Manutenção da densidade mineral óssea, com ossos e articulações mais saudáveis;
• Melhora a postura e o equilíbrio;
• Melhor controle do peso corporal;
• Melhora o perfil lipídico;
• Melhor utilização da glicose;
• Melhora a enfermidade venosa periférica;
• Melhora a função intestinal;
• Melhora de quadros álgicos;
• Melhora a resposta imunológica;
• Melhora a qualidade do sono;
• Ampliação do contato social;
• Correlações favoráveis com redução do tabagismo e abuso de álcool e drogas;
• Diminuição da ansiedade, do estresse, melhora do estado de humor e da autoestima.

Parece muito? Tem mais! A pessoa que deixa de ser sedentária diminui em 40% o risco de morte por doenças cardiovasculares e, associada a uma dieta adequada, é capaz de reduzir em 58% o risco de progressão do diabetes tipo II.

Sabemos que mudar hábitos nem sempre é fácil, mas deixar de ser sedentário é possível. Há, inclusive, alguns aspectos que ajudam a incorporar uma prática corporal ou atividade física. O incentivo de amigos e familiares é um deles, assim como a procura por companhia. Mas é importante sempre buscar uma avaliação médica antes e seguir orientação do profissional.

De uma forma geral, deve-se procurar desenvolver exercícios de flexibilidade, equilíbrio e força muscular. As atividades mais comuns envolvem ciclismo, natação, hidroginástica, dança, ioga e caminhada. A caminhada merece maior destaque, por ser acessível a todos e porque não requer habilidade especializada ou aprendizagem. Recomenda-se andar em locais planos.

Telefones úteis